Pages

11 de novembro de 2010

assim...vou refletindo.

Não me julgues, só quero te ver me transformares naquela que dizes que sou.
Cansei de te ver assim... repetindo.
Me mostre tua outra face, deixa nela eu bater e depois, lamber.
Te curarei de todas as tuas dores se assim quiseres, te livrarei de todos os temores se me permitires.
Se ainda posso te pedir algo: não brinca comigo como um dia ousei fazer contigo.
Já te mostrei que na ânsia de brincar acabei amando.
Se sabes quem eu sou, porque insistes em ser outro comigo?
Vivíamos dançando, corpo-a-corpo, passo-a-passo, mas fizeram a música parar (com a nossa permissão?).
Queria achar uma só palavra para seres mais tu e voltares a ser mais (M)eu.
Não queria mudar nenhuma ação impensada ou não, porque sei que dentro de nós, nada mudou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário no Mundo Bicho Grilo!
Acione o botão "Notifique-me" para você receber a mensagem com a minha resposta!